+54 0341 4802275 / 4802121

A Carta

As cidades com representação no I Congresso Internacional das Cidades Educadoras, celebrado em Barcelona em 1990, reuniram, na Carta inicial, os princípios básicos que regeriam o impulso educador da cidade. Nasceram da convicção de que o desenvolvimento dos seus habitantes não pode ser deixado ao acaso. A Carta foi revista no III Congresso Internacional (Bolonha, 1994) e no VIII Congresso (Génova, 2004), com o intuito de adaptar os seus princípios aos novos desafios e necessidades sociais. A presente Carta baseia-se na Declaração Universal dos Direitos do Homem (1948); no Pacto Internacional dos Direitos Económicos, Sociais e Culturais (1966); na Convenção Internacional sobre os Direitos da Criança (1989); na Declaração Mundial sobre Educação para Todos (1990) e na Declaração Universal sobre a Diversidade Cultural (2001).

Preâmbulo

Hoje mais do que nunca as cidades, grandes ou pequenas, dispõem de inúmeras possibilidades educadoras, mas podem ser igualmente sujeitas a forças e inércias deseducadoras. De uma maneira ou de outra, a cidade oferece importantes elementos para uma formação integral: é um sistema complexo e ao mesmo tempo um agente educativo permanente, plural e poliédrico, capaz de contrariar os factores deseducativos.

A Carta

Etiquetas

Conocé más sobre la Asociación Internacional de Ciudades Educadoras Delegación para América Latina